Saúde Mental

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece o Dia Mundial da Saúde Mental a 10 de outubro de cada ano. 

Esta data foi instituída em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental (World Federation for Mental Health) com o objetivo de promover e aumentar o conhecimento público sobre esta temática. 

A Organização Mundial de Saúde aponta, que o conceito de saúde é bem mais abrangente que a simples ausência de doença: é um completo estado de bem-estar físico, mental e social e, dessa forma, merece atenção em todos as suas vertentes. 

~

Uma definição  

A saúde mental é a base do bem-estar geral e diz respeito a um nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional ou a ausência de uma doença mental

Mais do que nunca, falamos em saúde mental e na importância de darmos prioridade ao nosso bem-estar. Ela é um importante fator que possibilita o ajuste necessário para lidar com as emoções positivas e negativas. 

Para além de ser determinante para a estabilidade física, está também relacionada com a qualidade da interação individual e coletiva, que assegura uma convivência familiar mais harmônica e segura, e confere o amplo exercício dos direitos individuais de sociabilidade e de cidadania.  

Problemas de saúde mental mais frequentes 

Ansiedade 

Mal-estar psicológico ou stress continuado 

Depressão 

Dependência de álcool e outras drogas 

Perturbações psicóticas, como a esquizofrenia 

Atraso mental 

Demência 

Alguns comportamentos e hábitos mais prejudiciais à saúde mental  

Pensamentos negativos 

Exposição a ambientes complicados 

Mudanças bruscas no estilo de vida 

Ameaças constantes  

Baixa autoestima  

Baixa resistência à frustração  

Competitividade  

Excesso de actividades 

Medo de perder e de errar  

Sentimento de incompetência  

Raiva contra si mesmo  

Falta de tempo para si mesmo  

Pouco descanso 

Uso excessivo de internet 

Vícios (em jogos, álcool, drogas …) 

~

Ter saúde mental é

Sentirmo-nos bem connosco próprios e na relação com os outros; 

Sermos capazes de lidar de forma positiva com as adversidades; 

Termos confiança e não temermos o futuro; 

Possuir mente sã em corpo são.

~

Reconhecendo que o equilíbrio entre vida pessoal e profissional é, mais do que um direito, uma prioridade a OMS está a colaborar com os países para desenvolver estratégias destinadas a alargar o acesso a cuidados especializados e a dar formação aos profissionais de cuidados de saúde primários, por forma a tornar os cuidados de saúde mental mais acessíveis às comunidades. 

É certo que não podemos ser bons profissionais, se não estivermos bem, nem cuidarmos de nós. É por isso que é fundamental existir um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. 

Investir em estratégias que possibilitem a harmonia nessas relações, e o equilíbrio das funções mentais, é uma urgente necessidade. 

Neste sentido, reconhecendo que as instituições são responsáveis pela promoção da saúde mental de seus funcionários, partilhamos com todos vós algumas recomendações da Ordem dos Psicólogos Portugueses que contribuem para que o seu dia-a-dia seja saudavelmente equilibrado.  

Não seja espectador passivo da vida.

Contribua para promover a sua saúde mental e a dos outros!

Dra. Bárbara Barbosa
Gabinete de Psicologia – Santa Casa da Misericórdia do Entroncamento

Posted in Sem categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *